Steve Jobs 1955 – 2011

 

Fiquei extremamente abalada quando soube da morte de Steve Jobs. Sinto-me como uma órfã que não consegue vislumbrar muito se o seu mentor não está por perto. Afinal, sem a visão revolucionária de Jobs – sim, além de visionário, ele liderou uma revolução – muitas das discussões e até mesmo o nascimento deste blog não teriam acontecido.

A comunicação e o jornalismo passam por uma reestruturação, passam por um ‘correr contra o tempo’ para melhorar o meio e a mensagem. Por causa de Steve o feitiço virou contra o feiticeiro no jornalismo. Ele nos ajudou a perceber que podemos criar, produzir, não ter medo de expôr uma ideia por mais ‘wtf’ que ela seja. Ou vão me dizer que se há 15 anos tivéssemos escutado sobre o iPad teríamos acreditado em sua utilidade desde o início?

Agora, que Steve se foi, vamos ver até onde a Apple se sustenta, mesmo órfã, como todos nós.

Obrigada, Mr. Jobs. Fique bom logo no outro lado.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: