Aplicativos podem salvar o Jornalismo On-Line, diz fundador do Wikipedia

Da Veja:

Jimmy Wales, fundador da Wikipedia, disse que os aplicativos pagos, como os encontrados no iPhone, iPad e Android, poderiam ajudar financeiramente as empresas de comunicação. Ele não defende, no entanto, a cobrança de conteúdo na web.

Por outro lado, Wales mostrou-se otimista sobre o sistema de micropagamento. Ele acha o  plano interessante para o mercado editorial, que ainda não optou por utilizar um sistema similar ao da Apple (iTunes, iBooks e App Store) ou ao do Android Market.

“Clicar no iPad e ter acesso a um conteúdo exclusivo pago incentiva as pessoas a comprarem por impulso”, defende Wales.

Baseado no exemplo bem-sucedido da App Store, o fundador da Wikipedia acredita fielmente no sistema de micropagamento para notícias. “O modelo de aplicativos poderia proporcionar grandes oportunidades para os jornais”.

Embora a Wikipedia não seja um empreendimento comercial, Wales mantém uma outra empresa, a Wikia, focada em publicidade.

É um assunto que já discutimos aqui no blog. De que forma o jornalismo pode gerar receita já que a internet oferece tantas possibilidades gratuitamente. Mostro neste post que Henry Jenkins, professor do MIT, autoridade em conceito transmídia, afirma que é possível desenvolver aplicativos que se tornem extensões de conteúdo. E isto valerá mais para dispositivos móveis como celulares, Ipad e similares.

Mês passado a Wired publicou um texto com o título ‘A web está morta’, onde faz uma análise bastante lúcida sobre os novos rumos que a internet está tomando. E o desenvolvimento de aplicativos como fonte de lucro é justamente um dos pontos que o texto ressalta: Para Chris Anderson e Michael Wolff, autores da matéria, é mais fácil ganhar dinheiro com aplicativos, fazendo publicidade dirigida em iPhone, iPad etc. Assim, pode-se criar formatos mais inovadores e eficazes do que em Banners e adWords.

Pelo visto os aplicativos são uma promessa, mas até que ponto?

Anúncios

4 Comments

Add yours →

  1. Essa é uma nova dimensão para se analisar o futuro das plataformas. Ainda fica nebuloso as fontes de receitas, mas parece ser um caminho.
    Escrevi também um post sobre o assunto no blog -> Que mídia é essa?
    Existem duas possibilidades nos aplicativos: funcionais e econômicas. Para o jornalismo parece claro que existe uma cracterística utilitária e funcional. Para o conglomerados de mídia pode ser uma saída econômica. O que não ficou claro é se a característica anárquica da rede (avessa a lideranças e controles) realmente irá por aí. Bom debate. ans. Ramiro

    • Lanna Morais 06/09/2010 — 22:20

      Pois é, Ramiro. Tb tem o lado da publicidade levantado pela Wired e pelo fundador da Wikipedia. Qto mais anúncios, mais ‘sossego’ para os meios… vamos ver no que dá. Bjos!

  2. AicGcl wuzeoewklxxt, [url=http://kcolsblgndad.com/]kcolsblgndad[/url], [link=http://rwdrhxhdgkmq.com/]rwdrhxhdgkmq[/link], http://pmttbzqbxnqc.com/

  3. iaSnx8 itfssobggstv, [url=http://cssicbssottq.com/]cssicbssottq[/url], [link=http://kkbccqguucjz.com/]kkbccqguucjz[/link], http://txicpgmkogzz.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: