Arquivo diário: 11/11/2009

As várias pontas de um blecaute

7129397_blecaute_266_399

Av. doutor Arnaldo, em SP, durante apagão (Foto: AE)

Hoje já li ‘n’ matérias, análises, comentários, opiniões, divagações sobre o ‘apagão’ de ontem. Então resolvi fazer um mini clipping do que achei mais importante. No fim tudo se complementa.

 – O Fernando Rodrigues, repórter de política, escreveu um texto bastante interessante sobre o assunto com uma merecida retrospectiva de nossos apagões;

- A opinião do Reinaldo Azevedo, no blog da Veja, complementa a do Fernando Rodrigues. E assinala a inabilidade de Edison Lobão frente ao Ministério de Minas e Energia;

- Uma outra ponta são os bastidores da notícia. A editora de Treinamento da Folha de S.Paulo, a querida Ana Estela de Sousa Pinto, conta em seu Blog como foi a madrugada em um dos maiores jornais do país, movimentado pela pressa em apurar e divulgar a cobertura mais completa possível na edição de hoje;

- Uma das melhores análises do dia fica a cargo do comentarista da CBN, Sérgio Abranches. Ele soube mostrar que num caso assim questão climática, orçamento e planejamento estratégico estão interligados. (áudio)

 

A postura do Governo é bem aquela omissa que conhecemos. Nenhum pronunciamento decente à população.

NYT e a Realidade Aumentada

 

Imagine-se apontando um celular, android de preferência, para um teclado de computador. Agora imagine ver, na tela do celular, a partir da imagem do teclado, a continuação do ambiente onde este objeto está inserido. Resultaria em uma imagem mais ou menos assim:

 

realvirtual

Simulação de RA (Foto: Site Realidade Aumentada)

 

A Realidade Aumentada, ou Misturada, como alguns preferem classificar, é a sobreposição de objetos virtuais 3D, gerados por computador, com um ambiente real, por meio de algum dispositivo tecnológico.

As inovações não estão limitadas a apenas enxergar essa Realidade pela tela do celular ou por óculos translúcidos. Há a possibilidade do usuário manusear os objetos virtuais introduzidos no espaço, ou seja, pode ser interativo.

*Para saber a fundo sobre Realidade Aumentada clique aqui

 

New York Times já utiliza

O jornal americano percebeu que o sistema de RA podia ser proveitoso porque o usuário pode ter acesso a dados referentes a uma construção importante, por exemplo. Ou seja, se, aqui em São Paulo, apontasse meu celular com o dispositivo de RA para o MASP teria como saber dos telefones do Museu, quais ruas, restaurantes e metrôs estão próximos ao local, se as informações estivessem disponíveis.

De acordo com o site Poynter o NYT ainda aproveita o recurso em críticas de restaurantes – obtém a ‘ficha’ do local para saber de detalhes e avaliações – ; e no setor imobiliário – saber quais apartamentos estão disponíveis e em que andar.  Pode também atualizar-se sobre dados históricos em artigo semanais de arquitetura.

Mas polêmica pode vir por aí. Quando a Realidade Aumentada estiver mais difundida e os dados históricos de contruções, gastos públicos e pessoas sejam maior, o Poynter joga a questão: é assustador pensar sobre as possibilidades de invasão de privacidade.

A invasão de privacidade é um dos problemas mais recorrentes deste século.

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: